As Orações nos Estabelece

Artigo exibido: 3612 vezes

Levantemos o coração juntamente com as mãos para Deus nos céus. Lamentações 3:41

O ato de orar nos ensina a respeito da nossa indignidade, o que é uma lição muito salutar para o tipo de pessoa orgulhosa como nós. Se Deus nos concedesse favores sem nos constranger a orar, então, nós nunca conheceríamos quão pobres somos, mas a oração verdadeira é um inventário de desejos, um catálogo de necessidades, uma revelação de pobreza oculta. Ao mesmo tempo que é uma aplicação à riqueza divina, é uma confissão do vazio humano. O estado mais saudável de um Cristão é estar sempre vazio em si mesmo e constantemente em dependência do Senhor para as provisões; ser sempre pobre em si mesmo e rico em Jesus; pessoalmente fracos como água, mas poderoso em Deus para fazer grandes proezas; e por isso o uso das orações, porque, ao mesmo tempo que adora a Deus, estabelece o lugar em que a criatura deve estar, no pó.

As orações em si mesmas, à parte das respostas, trazem um grande benefício ao Cristão.
Assim como o corredor adquiri força para a corrida através dos exercícios diários, assim é para a grande corrida da vida; nós adquirimos energia através do santo trabalho das orações.

Orações são como as penas das asas das jovens águias de Deus, para que por elas; sejam capazes de aprender a voar acima das montanhas e nuvens. As orações cinge os lombos dos guerreiros de Deus, e os envia para a frente da batalha com os seus tendões preparados e seus músculos fortalecidos. Uma fervorosa súplica saindo dos seus aposentos, é como o sol saindo das câmaras do leste, se alegrando como um homem forte percorrendo o seu percurso! Orações são como as mãos levantadas de Moisés trazendo maior derrota aos Amalequitas do que a espada de Josué; (Êxodo 17:11 a 13) é como a flecha lançada da câmera do profeta anunciando antecipadamente a derrota dos Sírios. (2 Reis 13:17)

As orações cinge a fraqueza humana com a força divina, substituindo a tolice humana pela sabedoria celestial, e dando a mortais problemáticos a paz de Deus.

Nós não sabemos o que a oração não pode fazer! Somos gratos, ao grande Deus, pelo Trono de Misericórdia, uma prova da escolha da Sua maravilhosa benignidade. Ajuda-nos usá-la corretamente através deste dia.

Autor: C.H. Spurgeon

Saiba mais...
A Cruz na Oração
A Importância da Reunião de Oração
A Oração Simples
A Porta Fechada - A Sós com Deus
As Orações nos Estabelece
Escolhas e Conflitos na Oração
Mateus 16 e as Autoridades Religiosas
Não me abandone, Ó Senhor
O Senhor Deus Onipotente Reina
Orar até Orar de Verdade é o Desafio do Cristão
Um Grande Mistério