Preciosa Semente © Salmos 126:6
| Podemos Acumular Tesouros Sobre a Terra?|
  Artigo exibido: 1848 vezes  
tamanho do texto:

A próxima pergunta que devemos encarar é: é certo acumular bens dinheiro? A luz do Novo Testamento a resposta é um enfático SIM! A Bíblia não condena a ninguém por ser rico. Uma pessoa pode receber uma herança e se tornar rica da noite para o dia. Mas a Bíblia tem muito a dizer sobre o que fazemos com nossos bens. Eis o ensinamento:

1. Somos despenseiros de Deus (1Co 4:1 e 2). Isso significa que tudo o que temos pertence a Ele e não a nós. A nossa responsabilidade é usar o dinheiro do Senhor para a glória dEle. O ensinamento de que os 90% são nossos para gastarmos como desejarmos, e os outros 10% são de Deus é uma interpretação errônea do caráter do "mordomo" no Novo Testamento. Tudo pertence ao Senhor!

2. Devemos estar contentes apenas com o alimento e roupa: "Tendo sustento e com nos vestir, estejamos com isso satisfeitos" (1Tm 6:8). Aqui a palavra "vestir" significa uma cobertura ou teto e pode se referir a qualquer tipo de abrigo ou vestimenta. Assim Paulo diz que devemos estar contentes com as necessidades da vida: alimento, roupa e moradia. E ao nos permitir ter uma moradia, nosso Senhor nos concede mais do que Ele mesmo teve quando viveu nesta terra, pois Ele não tinha "onde reclinar a cabeça" (Mt 8:20).

O cristão que possui algum negócio naturalmente precisará de um capital fixo e um capital de giro para continuar trabalhando. Ele precisa comprar a matéria prima, pagar seus empregados e cobrir as outras obrigações financeiras que se lhe apresentam dia a dia. Nada na Bíblia proíbe um cristão negociante de ter o capital necessário para a operação do seu negócio.

3. Devemos viver com economia o máximo que pudermos e evitar qualquer desperdício. Depois que Jesus alimentou quase 5 mil pessoas, Ele ordenou que Seus discípulos recolhessem o que havia sobrado (Jo 6:12). Seu exemplo nos ensina a economizar sempre. Temos a mania de comprar coisas desnecessárias, principalmente na época do Natal, quando gastamos uma pequena fortuna em presentes os quais são logo jogados num canto. Compramos coisas caras quando objetos mais baratos serviriam tanto quanto os outros. (Não é sempre verdade que a mercadoria mais barata resulta numa compra melhor. Precisamos observar o preço, a duração do produto, o tempo economizado, etc.). Precisamos nos disciplinar no sentido de resistir às tentações de comprar e adquirir tudo o que vemos e queremos. Precisamos desenvolver o hábito de viver sobriamente por amor do nosso amado Senhor e Salvador.

4. Todos os bens que ultrapassam as nossas necessidades devem ser colocados à disposição do Senhor e ao Seu serviço (1Tm 6:8). Lembre se: Tudo pertence a Ele e nós somos apenas os Seus mordomos. Nosso dever é levar avante a Sua causa aqui na terra o máximo que pudermos. Muitos cristãos acham que é imprudência usarmos na obra do Senhor o dinheiro que sobrou, depois de comprarmos alimento, roupa e moradia. Bem, nós temos um relato bíblico de uma pessoa que fez isso. Ela era viúva e deu suas duas moedas como oferta. Jesus não a reprovou: "Verdadeiramente vos digo que esta pobre viúva deu mais do que todos (os ricos). Porque todos estes deram como oferta daquilo que lhes sobrava; esta, porém, da sua pobreza deu tudo o que possuía, todo o seu sustento" (Lc 21:3,4).

5. Somos proibidos de ajuntar tesouros na terra. As palavras da Bíblia são claras e Inconfundíveis: "Não acumuleis para vós outros tesouros sobre a terra, onde a traça e a ferrugem corroem e onde os ladrões escavam e roubas; mas ajuntai para vós outros tesouros no céu, onde nem traça nem ferrugem corrói e onde os ladrões não escavam nem roubam; porque onde estiver o vosso tesouro, aí estará também o vosso coração" (Mt 6:19,20). Com relação à maioria de nós, estes versículos até parecem não existir na Bíblia. Cremos que Jesus disse estas palavras e que elas são inspiradas, mas achamos que elas não se referem a nós e por isso não as obedecemos. Assim, em relação a nós, é como se o Senhor Jesus nunca as tivesse falado.

No entanto, a verdade é esta: É PECADO ajuntar tesouros na terra. É diretamente oposto à Palavra de Deus. O que nós chamamos de prudência e previdência é, na realidade, rebelião e amor próprio. E ainda é verdade que onde nosso tesouro está, aí está também o nosso coração. Certa vez o Dr. Johnson foi levado para dar um passeio numa propriedade luxuosa. Ele passeou pela mansão e pelos jardins bem cuidados. Então se virou para seus amigos e disse: "São estas coisas que tornam difícil a um homem morrer".

6. Finalmente, temos que confiar em Deus para o nosso futuro. Deus chama o Seu povo para uma vida de fé, para uma vida de dependência nEle. Ele nos ensina a orar: "O pão nosso de cada dia dá-nos hoje" (Mt 6:11). Na dádiva do maná Ele nos ensina a confiar nEle diariamente para o suprimento de nossas necessidades (Ex 16:14-22). Ele próprio deve ser a nossa segurança; não devemos nos apoiar nas coisas inseguras deste mundo. Quanto à nossa vida amanhã, geralmente depositamos mais confiança nos irmãos que nos são chegados do que no próprio Senhor que prometeu não nos deixar nem nos abandonar (Hb 13:5).

Este é o desejo do Senhor para o Seu povo: que possamos entender que somos Seus mordomos e que tudo o que temos pertence a Ele; que devemos nos contentar com o necessário para a vida; que devemos viver economicamente o máximo possível; que devemos colocar tudo o que ultrapassa as nossas necessidades ao Seu serviço; que não devemos ajuntar tesouros na terra e que devemos confiar apenas nEle para os dias futuros. Amém.

Texto selecionado por Delcio Meireles

 
Voltar ao topo da página
 
Saiba mais:
- Lembre-se dos Pobres
- O que voce tem feito pelo Senhor Jesus?
- O Senhor Guiará aos Generoso de Coração
- Onde Está o Teu Tesouro?
- Ofertas - Daí e dar-se-vos-á!
- Dinheiro e Ocupação
 
Preciosa Semente © Salmos 126:6