Preciosa Semente © Salmos 126:6
| Esboço da Carta aos Filipenses|
  Artigo exibido: 12537 vezes  
tamanho do texto:

A carta foi escrita por Paulo por volta de 62 a 64 dC. A primeira visita de Paulo aconteceu em 52 dC e a carta foi escrita uns dez anos mais tarde. É uma carta de elogio, mas contém uma suave repreensão (Evódia e Síntique). A palavra chave é "regozijo." Este escrito de Paulo é como se fosse um "recibo" escrito na forma mais linda e poética. Na carta a Filemon Paulo pede um favor; nesta carta ele agradece um favor. Atos 16 tem o registro de como nasceu a Igreja em Filipos.

Esta carta de Paulo nos apresenta quatro divisões muito claras e simples:
Cap. 1 - Cristo É a Nossa Vida
Cap. 2 - Cristo É a Nossa Mente
Cap. 3 - Cristo É o Nosso Alvo
Cap. 4 - Cristo É a Nossa Força

Capítulo Um: Cristo É A Nossa Vida - Fl.1.21
Saudação:
1.1,2 - Ação de Graças - 1. 3-8 (mente e coração)
Intercessão: 1.9-11 (Paulo vai diante do Trono para interceder)
Os interesses do Senhor em primeiro lugar (1.12-18)
A íntima comunhão no Espírito Santo (1.19)
Cristo engrandecido na vida ou na morte (1.20,21)
Profundo desejo de servir a Deus e aos santos (1.22-26)
Anseio por ver os crentes vivendo dignamente o Evangelho (1.27-30)
Podemos ver Cristo manifestando Sua vida em Paulo nos seguintes aspectos: intercedendo, buscando os interesses do Senhor, na comunhão íntima com o Espírito, engrandecendo Cristo na vida e na morte, e vendo os crentes vivendo de modo digno do Evangelho.

Capítulo Dois: Cristo É A Nossa Mente - Fl.2.5
A mente de Cristo - Como ela opera - sua atividade: 2.1-4
A mente de Cristo - Como ela se manifestou - sua natureza: 2.5-11
A mente de Cristo - O que ela produz - seus resultados: 2.12-16
A mente de Cristo - Exemplos práticos da sua realidade:
Paulo (2.17,18) - Timóteo (2.19-24) - Epafrodito (2.25-30)
2.1,2 - O fato de estarmos todos em Cristo deve nos manter unidos. O poder do amor cristão deve nos manter em união. O fato de participarmos do Espírito Santo deve nos manter distantes da desunião. Os entranháveis afetos e misericórdia devem nos livrar da desunião. O perigo que ameaçava a igreja em Filipos era a divisão. Qual é a solução para tal situação: Fazer tudo sem contenda ou vanglória (v.3a), dentro do espírito de humildade (v.3b), considerando os outros superiores (v.3c) e buscando os interesses dos outros também (v.4). Isto é a mente de Cristo na prática.

O Exemplo De JESUS. Ele existia na forma de Deus:
1. Não julgou isso como algo a que devesse Se agarrar
2. Esvaziou-Se a Si mesmo
3. Tomou a forma de servo
3. Feito semelhante aos homens
5. Humilhou-Se
4. Foi obediente até à morte
7. Morte de cruz.

Pelo Que:
1. Deus O exaltou
2. Soberanamente
3. Dando-Lhe um Nome
4. Que está acima de todo nome
5. Para que a Ele se dobre todo joelho
6. E toda língua confesse que Jesus é o Senhor
7. Para glória de Deus Pai

Como Podemos Ter A Mente De Cristo Na Prática?
1. Obedecendo (2.12a)
2. Desenvolvendo a salvação (2.12b)
3. Deus operando o querer e o realizar da Sua boa vontade (2.13)
4. Fazendo tudo sem murmuração nem contenda (2.14a)
5. Procurando ser inculpáveis e simples (2.15a)
6. Filhos de Deus sem culpa (2.15b)
7. Resplandecendo como astros (2.15c)
8. Preservando a Palavra da Vida (2.16) - (Dia de Cristo: Galardão)

Exemplos Práticos
Paulo: Sendo oferecido como libação sobre o sacrifício (2.17)
Timóteo: Possui a mente de Cristo (v.20) - cuida dos interesses dos irmãos (v.20)
Seu caráter (v.22) - Seu serviço (v.22) - Como filho ao pai (22)
Epafrodito: cooperador, companheiro de lutas, (v.26) - adoeceu mortalmente mas Deus o poupou (v.27) - Recebei-o com alegria e honras (v.29) - Por causa da obra de Cristo chegou às portas da morte (v.30).

Resumo dos Capítulos 1 e 2
No cap. 1 Paulo adverte com respeito ao viver centralizado em Cristo.
No cap. 2 ele mostra as condições para se evitar a desunião e divisão. Cristo em Sua humilhação é o nosso exemplo. Depois Paulo, Timóteo e Epafrodito são usados como exemplos práticos dessa realidade.

Filipenses 3 - Cristo e o Nosso Alvo - 3.13
O que poderia impedi-los de alcançar o alvo? O versículo 2 dá a resposta:
Os cães, os maus obreiros e os mutiladores. O versículo 3 dá a posição correta:
nos gloriamos em Cristo, servimos a Deus em Espírito e não confiamos na carne.

Paulo fala das suas conquistas na carne:
1) Circuncidado ao oitavo dia
2) da linhagem de Israel
3) da tribo de Benjamim
4) hebreu de hebreus
5) concernente à lei, fariseu
6) concernente ao zelo, perseguidor da Igreja
7) concernente à justiça que há na lei, irrepreensível.
Nos quatro primeiros ele mostra a pureza da sua descendência e nas três últimas a visão da sua vida como filho da lei.

Paulo fala das suas conquistas espirituais:
- Perda do passado - vs.7,8a
- Experiência do presente - vs.8b,9,10
- O alvo a ser alcançado - v. 11 (ressurreição seletiva dentre os mortos)

CONDIÇÕES PARA SE ALCANÇAR O ALVO:
- Prosseguir (v.12. Os.6.3)
- Esquecendo e prosseguindo (v.13)
- Prosseguir para o alvo (v.14)
- Avançar segundo a medida da fé (vs.15,16)
- Paulo é o exemplo a ser seguido (v.17)
- Cuidado com os inimigos da cruz (18,19)
- Somos cidadãos do céu - de lá virá nosso Salvador e então nosso corpo será transformado para ser conforme o Seu corpo de glória (20,21, v. 11).

Filipenses 4 - Cristo É A Nossa Força - 4.13
V1 - Segredo do progresso cristão - permanecer firmes
V2 - As contendas e discórdias impedem tal avanço e atinge os demais
V3 - Paulo pede ajuda a Sizigos para reconciliar as irmãs
V4 - Regozijo no Senhor - antídoto contra a tristeza e depressão
V5 - O altruísmo deve ser praticado e conhecido de todos os homens. O Senhor está sempre perto, conosco (Mt.28.20)
V6 - A ansiedade dá ocasião a todos os tipos de males - vença-a pela oração
V7 - Só assim a paz de Deus pode ser provada na vida diária
V8 - Os corações e mentes podem ser guardados quando pensamos em tudo o que é:
verdadeiro, honesto, justo, puro, amável, boa fama, há virtude, há louvor.
V9 - O exemplo do apóstolo: companhia consciente do Deus de paz
V10 - A alegria de Paulo pela lembrança dos filipenses
V11 - Paulo e as circunstâncias - sua independência delas
V12 - Paulo sabia: ter fartura e padecer necessidade
V13 - O segredo: Cristo é a nossa força
V14 - Ofertas dadas de coração sempre são bem recebidas
V15 - Só os filipenses ajudaram Paulo no início
V16 - Fizeram isso por duas vezes
V17 - Paulo buscava maior crédito espiritual em favor deles
V18 - Paulo agora tinha tudo - tinha abundância - oferta de cheiro suave
V19 - Daí e dar-se-vos-á
V20 - Glória seja dada ao Pai
V21-23 - Saudação: os de Filipos - os que estavam com Paulo - todos os santos -
os da casa de César - a graça do Senhor Jesus Cristo.

Autor: Delcio Meireles

 
Voltar ao topo da página
 
Saiba mais:
- Análise dos Livros do Novo Testamento
- Análise dos Livros do Antigo Testamento
- Esboço da Carta aos Romanos
- Esboço da Carta aos Efésios
- Simetria dos Livros do Antigo Testamento
 
Preciosa Semente © Salmos 126:6